segunda-feira, 7 de maio de 2012

MARCADORES DE PÁGINAS

A EFICIÊNCIA DE UM INSTRUMENTO DE APOIO À LEITURA
Partindo do princípio de que “a necessidade é a mãe de todas as invenções”, podemos adentrar num universo de colecionadores que podem ser rotulados de esquisitos, apaixonados, criativos, ousados e por ai afora. Se a gente olhar atentamente para os colecionadores excluindo de seus caminhos os selos postais, os cartões-postais, as cédulas, as moedas, as medalhas e os cartões-telefônicos, iremos deparar com uma gama de outros objetos que se incorporam à vida de muitas pessoas nos quatro cantos do mundo.
Alguns deles obrigam, muitas vezes, verdadeiras e perigosas aventuras por parte de seus colecionadores, como é o caso dos “cardápios de restaurantes” ou “placas de veículos”, passando-se também por “cinzeiros de hotéis” e chegando à curiosidade dos mais variados “cachimbos” já criados pelo homem em suas regiões de origem.
O Leaf Ligh e os marcadores com cronômetros.
Mas o tema em questão aqui é muito simples se a gente olhar friamente: marcadores de livros ou de páginas. Sabe-se lá quando alguém teve esta brilhante idéia, mas o fato comprova que foi sim, uma necessidade de algum grande leitor. Evidente que muitos livros apresentam aquelas abas onde constam informações diversas sobre o autor entre outros e que servem também para demarcar a página onde se está lendo. Mas os marcadores primordiais, supostamente criados pelos próprios leitores um belo dia despertaram o lado comercial e a partir de então, uma série deles começou a ser criada e colocada à disposição das pessoas a titulo gratuito, levando em cada um deles, a mensagem comercial de interesses variados, mais precisamente sobre novos lançamentos literários.

Marcadores com motivos filatélicos, distribuidos pelos
Correios quando da emissão de novos selos postais.
A prática é comum ainda hoje e em diversas livrarias a gente os encontra às dúzias. Outras peças fogem desse contexto e divulgam cursos de línguas, festas, eventos, feiras, mensagens bíblicas e uma gama de outras coisas impressas que acabaram contribuindo para que os marcadores se tornassem também peças colecionáveis. Os tamanhos não seguem um padrão e esta variação pouco importa a quem os coleciona, já que muitas pessoas também abraçaram a idéia no sentido de criar peças exclusivas em diferentes materiais, como papéis especiais, couro, E.V.A, plásticos entre outros.
Em outras palavras, os marcadores também tomaram conta do universo do artesanato e muitos são vendidos neste mundão sem fim e pela Internet também. Não existe um catálogo que trate do assunto e nem uma forma específica para armazená-los. Podem ser guardados em albuns, pastas ou caixas de sapatos e camisas. O interessante também, é que os marcadores acabaram nestes tempos modernos entrando também para a galeria tecnológica e não se assuste se deparar com um marcador que vai te ajudar a ler no escuro.
Trata-se de uma criação da designer Valentina Trimani que ainda não está à venda. O Leaf Light é fino, parecido com os marcadores tradicionais, não usa fios, tem ajuste de brilho e pode ser recarregado.Isto sim é evolução! Mas para quem deseja cronometrar o tempo de leitura, já existem marcadores com cronômetros acoplados e com design muito bacana mesmo.
O MAIOR COLECIONADOR

É bem provável que você já tenha pego um marcador de livros numa livraria ou balcão de hotel. Alguns são distribuidos nos semáforos e pela função, acabam sendo guardados pelas pessoas, evitando assim aquela sujeira toda que os panfletos tradicionais causam nas ruas. Não sei se você de repente teve a idéia de colecionar ou já começou.
Frank Divendal e seu acervo de marcadores.
O fato é que muito embora a gente não acredite, existem verdadeiros fanáticos pelos marcadores e o maior de todos, segundo o portal do Guinness, é o holandês Frank Divendal, que até meados de 2010 detinha um acervo com mais de 103 mil marcadores. É marcador pra ninguém botar defeito hein? Frank começou a colecionar os marcadores em 1982 e nunca mais parou, apanhando as peças nas livrarias ou comprando de outros colecionadores espalhados pela Europa. As ilustrações que utilizei aqui apresentam alguns marcadores que guardei ao longo do tempo, longe de ser uma coleção, mas quem sabe um pequeno ensaio.

Dentre todas, a mais antiga peça é a da São Paulo Alpargatas, então fabricante do calçado Conga, que em 1971 distribuiu aqueles marcadores para homenagear a Semana da Pátria. No verso a gente encontra a letra do Hino Nacional Brasileiro. Já os marcadores que mostram alguns artistas famosos foram “emprestados” do blog http://meusmarcadores.blogspot.com.br/ A idéia é simples e mexe por certo com a criatividade das pessoas. Além do uso como marcador de páginas, estas peças são, com toda certeza, um eficiente veículo para divulgação de produtos e serviços que certamente não possuem um custo tão elevado. Fica aqui então,através deste pequeno ensaio, a sugestão para que você também colecione marcadores ou crie artesanalmente suas peças, afinal de contas, já deu para sentir que os colecionadores são muitos e devem estar por ai à caça de novas e exclusivas peças.

7 comentários:

Profª. Jânia Castro Stasiak *** Ciências da Natureza disse...

Olá, me chamo Jânia e comecei a colecionar marcadores em dezembro de 2014, acredito que eu tenha apenas uns 26, caso vc queira me fazer alguma doação se tiveres repetidos, ou me informar como faço para conseguir alguns.
Adorei teu blog.
um abraço
Jânia

Pedro Brasil Jr disse...

Prezada Professora Jania:
Agradeço pela sua visita e pelos elogios. Olha; já enviei através do seu e-mail algumas informações. Caso seja necessário novo contato, por favor, utilize o meu e-mail: petersellos@gmail.com

Grato!
PEDRO BRASIL
Jornal do Colecionador

flaviana campos disse...

ola tenho algumas revistas antigas e gostaria de saber se tem algum colecionador interessado . Se houver algum interesse entrar em contato comigo flavinhacampos23@hotmail.com

Samarina pasta tavares da silva disse...

Oi tb gostaria fe saber como achar, encontrar esses marcadores... Vc pode me ajudar? E tem album p isso? Vi uma foto sua c um álbum...
Obrigado! Adorei seu blog!

Samarina pasta tavares da silva disse...

Oi tb gostaria fe saber como achar, encontrar esses marcadores... Vc pode me ajudar? E tem album p isso? Vi uma foto sua c um álbum...
Obrigado! Adorei seu blog!

Samarina pasta tavares da silva disse...

Oi tb gostaria fe saber como achar, encontrar esses marcadores... Vc pode me ajudar? E tem album p isso? Vi uma foto sua c um álbum...
Obrigado! Adorei seu blog!

Pedro Brasil Jr disse...

Prezada SAmarina:

Grato pela visita. Olha, não existe um álbum próprio para os marcadores. A gente tem que
improvisar. Os que eu consigo geralmente são em livrarias e sebos, que costumam utilizar
este tipo de mídia para divulgar publicações ou lojas. Não sei onde você reside, mas a maioria dos marcadores que consigo são nas Livrarias Curitiba, tradicionalmente com lojas no Paraná e Santa Catarina. Tenho algumas duplicatas para trocar. De repente a gente combina um jeito ai via correio tradicional.

Tudo de bom pra você!

Pedro Brasil